Uma investigação independente sobre o tiroteio em massa em Virginia Beach foi concluída, mas não oferece respostas claras sobre o motivo pelo qual um engenheiro da cidade matou 12 pessoas em seu local de trabalho. A investigação, conduzida pela empresa de segurança Hillard Heintze, com sede em Chicago, não encontrou sinais de alerta do atirador que poderiam ter ajudado a cidade a evitar a tragédia de 31 de maio.

A empresa também disse que o funcionário de longa data da cidade não trabalhava em um local de trabalho sistemicamente tóxico, como algumas pessoas da cidade costeira de quase 500 mil habitantes haviam proposto como um possível fator.

O que a investigação revelou foi um homem que experimentou o tipo de pressão e desafios da vida que muitas pessoas sofrem. DeWayne Craddock, 40 anos, havia se divorciado e estava tendo problemas no trabalho. Ele escreveu e-mails em seu computador de trabalho que não foram enviados, alegando que ele era injustamente disciplinado.

Mas os investigadores independentes não conseguiram explicar como esses fatores estressantes poderiam ter se traduzido em violência. “As informações simplesmente não estão lá”, disse a CEO da empresa de segurança independente, Arnette Heintze, depois de apresentar um relatório de 262 páginas ao Conselho da Cidade de Virginia Beach.

Publicidade
CCA idiomas

“O que podemos dizer é que em 2016 a vida dele começou a mudar, ele começou a adquirir armas de fogo, coletes e silenciadores. Ele começou a visitar sites de jornais que estavam divulgando sobre tiroteios em massa”, comentou Arnette.

Craddock havia trabalhado no departamento de serviços públicos da cidade. Ele usou duas pistolas semiautomáticas, um silenciador e cartuchos de munição estendida para matar 11 de seus colegas de trabalho e um empreiteiro que havia parado no imenso complexo municipal da cidade para obter uma permissão.

Ele havia apresentado sua renúncia no início do dia, citando “razões pessoais”. O atirador foi morto pela polícia. Uma investigação policial sobre o massacre está em andamento.

 

(Com informações de NBC)

 

 

Publicidade
CCA idiomas