Um médico da Virgínia supostamente realizou histerectomias e ligou as trompas de falópio de uma paciente sem consentimento, segundo autoridades federais. Javaid Perwaiz, 69 anos, foi preso na sexta-feira (8) e acusado de fraude no setor de saúde e de declarações falsas a investigadores federais, segundo documentos apresentados no Distrito Leste da Virgínia.

Em um caso, Perwaiz, ginecologista e obstetra em Chesapeake, disse a uma mulher que ela precisava de uma histerectomia depois de descobrir o “início iminente” de câncer, segundo os documentos. A paciente se opôs e pediu uma operação menos invasiva, na qual apenas os ovários foram removidos, conforme os documentos do tribunal.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Quando a mulher acordou da cirurgia, “ela ficou chocada ao descobrir que Perwaiz realizou uma histerectomia abdominal total”. O médico cortou a bexiga da paciente no processo, causando sepse e exigindo uma internação hospitalar de seis dias, afirmaram os investigadores.

 

(Com informações de NBC)

 

 

 

 

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes