O verão tem uma desvantagem: a chegada da estação traz também mosquitos para a área de Washington, DC. Esta é a época do ano em que estados e governos locais tentam combater os insetos, mas o controle também exige que os moradores façam sua parte.

“No ano passado, acho que todo mundo no estado de Maryland lhe dirá que foi provavelmente uma das maiores populações de mosquitos que já vimos em 20 e poucos anos”, disse Daniel Schamberger, do Departamento de Agricultura de Maryland.

Segundo ele, a vigilância dos insetos até agora revela que esta temporada é média – uma melhora em relação ao ano passado. Mas Maryland já começou sua pulverização anual contra os mosquitos. O processo envolve caminhões dirigindo por bairros e liberando um spray que evita que os insetos atinjam a idade de um adulto, quando começam a picar.

Os moradores que veem os caminhões devem ir para dentro de casa, junto com os animais domésticos, e ficar lá por pelo menos 20 minutos, dando tempo para o spray se dissipar. Como o produto não é residual, qualquer coisa deixada de fora durante uma pulverização não representa uma ameaça para pessoas ou animais de estimação, conforme as autoridades.

Publicidade
Curso de inglês

 

Ações de prevenção

 

Os residentes também podem se prevenir, eliminando possíveis locais de reprodução do mosquito em torno de casa. Isso inclui o esvaziamento de qualquer coisa que contenha água parada, como latas, sacos de plástico, lonas, brinquedos, vasos, entre outros.

Schamberger sugere que as pessoas também podem minimizar as mordidas usando roupas leves e soltas e limitando o tempo do lado de fora entre o crepúsculo e o amanhecer. Repelente de mosquitos também é outra maneira de se proteger.

O estado continuará a monitorar a população de mosquitos e checar os insetos em busca de doenças, incluindo o vírus do Nilo Ocidental, encefalite equina do leste, dengue, chikungunya e zika.

 

(Com informações de WTop)

Publicidade