Uma igreja metodista na Califórnia apresentou um presépio diferente este ano. Nele, Jesus, Maria e José estão separados em celas, em referência as milhares de famílias de imigrantes separadas pelo governo norte-americano. A exibição na Igreja Metodista Unida de Claremont propõe um debate relacionado às políticas adotadas pela administração de Donald Trump na fronteira sul dos EUA e conseguiu tanto elogios quanto críticas.

O presépio mostra figuras clássicas da natividade de José e Maria em gaiolas dos dois lados de uma cela contendo a manjedoura de Jesus. A reverenda Karen Clark Ristine, conta que ficou “emocionada” com a descrição, e explica que a igreja usa seu presépio anual para enfrentar uma questão social, como a população de rua do sul da Califórnia.

Em uma declaração publicada no Facebook, a pastora falou sobre a passagem bíblica e escreveu: “E se essa família buscasse refúgio em nosso país hoje? Imagine José e Maria separados na fronteira e Jesus tirado de sua mãe e colocado atrás das cercas de um centro de detenção da Patrulha de Fronteira com mais de 5,5 mil crianças nos últimos três anos. Jesus cresceu para nos ensinar bondade, misericórdia e uma recepção radical de todas as pessoas”.

Segundo ela, um presépio mais tradicional é exibido dentro da igreja, que serve uma congregação de cerca de 300 pessoas.

Publicidade
Curso de inglês

O governo Trump enfrentou grandes críticas por separar as crianças de suas famílias enquanto elas eram detidas na fronteira sul, antes de a Justiça ordenar o fim da prática em 2018.

A igreja já exibiu cenas controversas de presépio no passado. Em 2014, o presépio retratava uma Virgem Maria sem-teto em um ponto de ônibus com o recém-nascido Menino Jesus enrolado em estopa.

Exibições em anos anteriores chamaram a atenção nacional e algumas foram vandalizadas, como a exibição de 2011 de um casal heterossexual e gay. Em 2013, a tela mostrava na manjedoura Trayvon Martin, um adolescente negro morto a tiros pelo segurança de um condomínio que visitava na Flórida.

 

(Com informações de CBS News)

 

 

 

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes