O governo do presidente Donald Trump, divulgou uma regra destinada a evitar que imigrantes indocumentados consigam ajuda para pagar pela habitação, uma decisão que poderia deixar na rua cerca de 55 mil crianças que vivem legalmente no país.

A regra já foi publicada no Federal Register, o jornal oficial do governo, e antes de entrar em vigor será submetida a um período de debate público. O objetivo da medida é proibir o acesso à assistência habitacional para aquelas famílias nas quais pelo menos um dos membros seja um imigrante indocumentado.

Na prática, isso poderia afetar crianças que nasceram nos Estados Unidos ou que vivem legalmente no país, de acordo com as estimativas do Departamento de Habitação. Se aprovada, a medida terá impacto em 108 mil pessoas, das quais 70% são residentes legais ou cidadãos americanos.

Trump insistiu que seu objetivo é garantir que a ajuda seja apenas para famílias americanas e não para unidades familiares “mistas”, aquelas em que pelo menos um dos membros é indocumentado.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

De acordo com a regulamentação atual, os imigrantes indocumentados estão proibidos de receber subsídios federais, mas famílias “mistas” podem solicitar assistência desde que pelo menos um dos membros resida legalmente nos EUA, seja porque é cidadão americano ou residente permanente.

O governo concede a ajuda com base no número de pessoas que podem recebê-las legalmente, ou seja, de acordo com o número de pessoas que residem legalmente no país. Várias ONGs, como a Coalizão Nacional para Famílias de Baixa Renda, consideram a medida cruel porque forçará as famílias a deixarem suas casas. Os americanos têm até 9 de julho para propor mudanças na norma. Após esse período, a iniciativa poderá entrar em vigor.

 

(Com informações de Brazilian Press)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes