A atuação do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) em tribunais de Massachusetts está sendo contestada na Justiça, através de processo movido por promotores e defensores públicos.

A alegação é de que réus e testemunhas estão sendo afetados diretamente pela ação do ICE, que desde o início da administração do presidente Donald Trump aumentou significativamente o número de prisões efetuadas nas Cortes.

“Comunidades inteiras de imigrantes veem a Corte como um lugar que eles não podem ir porque serão presos, impedindo o acesso dessas pessoas à Justiça”, descreve o processo judicial.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

A promotora pública distrital do Condado de Suffolk, Rachael Rollins, disse ter presenciado casos criminais sérios contra indivíduos que cometeram atos violentos e hediondos serem suspensos devido às prisões realizadas pelos agentes do ICE.

“Eu não estou pedindo, nem pretendo interferir no trabalho do governo federal quando eles estiverem exercendo sua autoridade. Eu simplesmente peço que eles nos paguem o mesmo respeito e não interfiram no nosso trabalho”, ressaltou Rachael.

(Com informações de Achei USA)

Publicidade
CCA idiomas