Quem ainda não conhece o Monumento a Washington, um dos principais pontos turísticos da capital estadunidense, terá a oportunidade de visita-lo à partir de agosto deste ano. Abalado pelo terremoto de 2012 e atormentado por problemas de elevador depois disso, o Monumento está fechado desde agosto de 2016, após um mau funcionamento do elevador, que encalhou vários funcionários no poço e obrigou mais de uma dúzia de pessoas a evacuar a estrutura por uma escadaria de 898 degraus.

O Serviço Nacional de Parques esperava originalmente que a atração popular para os turistas e moradores locais pudesse reabrir na primavera. Em um comunicado na segunda-feira, dia 15, o Serviço de Parques disse que a “modernização do elevador do monumento está substancialmente completa, com apenas testes finais e certificação” necessários.  Mas a construção de um novo edifício de triagem de visitantes, coincidente com a reforma do elevador, sofreu um revés depois que as equipes descobriram solo questionável debaixo do local.

O novo centro de visitantes será aquecido e resfriado usando o ambiente subterrâneo estável da Terra, com um sistema de tubulação em loop puxando ar fresco para dentro da estrutura. Preocupações sobre a qualidade do subsolo, no entanto, exigiram trabalho adicional.

“O Serviço de Parques está mitigando quaisquer efeitos potenciais colocando uma camada protetora de metal sobre os poços, basicamente, colocando uma barreira entre os poços geotérmicos e qualquer solo potencialmente contaminado”, disse o porta-voz do serviço do parque Mike Litterst.

O Serviço de Parques está confiante de que o solo em questão, introduzido na década de 1880 durante a conclusão do monumento, não representa nenhum risco para a saúde pública.  Os esforços de mitigação subterrânea continuarão no verão.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Quase três anos fechado

Já se passaram quase três anos desde que os visitantes conseguiram subir os 500 pés até a área de observação que oferece vistas deslumbrantes do National Mall e além. O obelisco é a estrutura ocupada mais alta do Distrito.

Grandes multidões são esperadas uma vez que o monumento seja reaberto no final deste ano, mas Litterst disse que o processo de check-in será familiar.  Os visitantes ainda comprarão um ingresso cronometrado e fila fora do monumento, permitidos na nova área de triagem em pequenos grupos.

“A diferença é que é uma instalação permanente.  O último foi feito às pressas em 2001. Deve ser um lugar mais confortável para passar alguns minutos enquanto você está sendo verificado”, disse o porta-voz.

(Com informações de WTOP)

Publicidade
CCA idiomas