Maryland está colocando em prática uma nova lei que afetará diretamente os motoristas do estado. A legislação refere-se aos pedágios e como o estado planeja coletar as multas não liquidadas.

Maryland tem alguns ótimos pontos de férias e praças de pedágios até eles.  Se o motorista não pagar, será multado e é aí que entra a nova legislação.

No último sábado (1º), a Lei 105 da Câmara entrou em vigor, permitindo que a MTA contrate uma agência de cobrança de dívidas privada para cobrar as contas não pagas de motoristas de fora do estado.

Sob esse projeto de lei, a empresa de cobrança de dívidas vai comprar cerca de US$ 20 de pedágio pendente antecipadamente do estado. A empresa também dividirá uma parte da receita de multa de fora do estado que está avançando.

Publicidade

“Eu entendo que eles precisam conseguir seu dinheiro, mas isso é meio ridículo. Isso é uma quantia escandalosa e não parece justo”, disse a residente da Pensilvânia, Jessica Gavin.

“Estou feliz que eles estão passando por uma agência de cobrança de dívidas privadas. Esperançosamente, eles podem obter esses fundos que o estado de Maryland precisa. Porque eles ajudam a ponte antes de tudo. Ajude também a Baía de Chesapeake”, sugeriu Peter Buchanan, morador de Virginia.

O atual método estatal de coleta de multas estaduais rendeu apenas US$ 1,3 milhão. E a expectativa com esse projeto é gerar milhões.

 

(Com informações de Fox 5)

Publicidade
Curso de inglês