No meio do ano letivo, alguns sistemas escolares da área de DMV continuam a recrutar motoristas de ônibus escolar. No Condado de Prince George, Maryland, a escassez de profissionais mantém a principal administradora do sistema escolar acordada à noite.

“O transporte não está como eu gostaria que fosse”, afirma a CEO das escolas públicas do Condado, Monica Goldson. Ela diz que o município está constantemente à procura de motoristas. “Estamos tendo feiras de emprego a cada duas semanas”, informa.

E embora atrair candidatos qualificados não seja fácil, o sistema escolar geralmente perde motoristas experientes para os sistemas de trânsito próximos, pois muitos levam suas habilidades ao Metro. “Estamos em grande competição com nosso sistema de metrobus em DC”, conta Monica.

O Condado de Prince George também compete com outros sistemas escolares da região, mesmo pagando um salário competitivo, que inicia a US$ 17,87 por hora, com a oportunidade de ganhar até US$ 34,15 por hora.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Então, se o pagamento não é o problema, qual é? Monica afirma que tudo se resume à concorrência. Os candidatos com carteira de motorista comercial são muito procurados pelos sistemas de trânsito e pelas empresas de entrega.

“Se eles preferem trabalhar à noite, têm a capacidade de fazer isso em sistemas de trânsito ou trabalho comercial”, pondera. Os motoristas de ônibus escolar, por outro lado, normalmente trabalham em turnos divididos.

Sob a liderança de Monica Goldson, as escolas do Condado de Prince George formaram uma força-tarefa de transporte que se reúne mensalmente. Os membros estão sendo solicitados a elaborar um plano que consolide rotas para lidar com a falta de motoristas. Um relatório da força-tarefa é esperado até as férias de primavera, oferecendo uma solução para o ano letivo de 2020-21.

 

(Com informações de WTop)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes