Quem anda pela maioria das ruas de DC encontra pelo menos um tipo de scooter de uso compartilhado e o número de patinetes elétricos à disposição dos usuários será ainda maior em 2020. O Departamento de Transportes (DDOT) confirmou que a frota terá 10 mil unidades no próximo ano, embora tenha concedido licença a apenas quatro operadoras do serviço: Jump, Spin, Lyft e Skip.

Atualmente, oito empresas de scooters elétricos estão em operação no distrito, o que significa que Bird, Bolt, Razor e Lime não terão permissão para percorrer as ruas de DC no próximo ano.

O DDOT anunciou a decisão nessa terça-feira (3), citando preocupações crescentes com a segurança e o desejo de criar transporte confiável para os habitantes de Washington. Treze empresas solicitaram as licenças para 2020, segundo a agência de transporte. Jump, Lyft, Spin e Skip terão, cada uma, 2,5 mil scooters em operação.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Segundo o DDOT, a escolha se resumiu a pontuar as empresas em uma escala de 198 pontos, com os quatro maiores pontuadores obtendo uma permissão. Para ser considerada como candidata à licença, a empresa precisava marcar pelo menos 121 pontos.

Quanto ao local onde todas as e-scooters poderão estacionar, o novo plano 2020 inclui a instalação de 100 locais de estacionamento fora da calçada, projetados especificamente para patinetes e bicicletas sem dock.

 

(Com informações de WUSA)

 

 

 

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes