Uma nova proposta do estado de Nova York mira em pessoas que andam nas ruas e mandam mensagens ao mesmo tempo. Embora pareça inofensiva, a ação tem sido ligada a diversos acidentes de trânsito nos últimos anos. Para mudar essa realidade, um novo projeto de lei, elaborado pelo deputado do Estado de Nova York, Felix Ortiz, e pelo senador John Liu pode tornar a caminhada “ao celular” um crime.

“Estamos apenas dizendo, espere os cinco segundos, espere até que você esteja do outro lado da rua e comece a enviar mensagens de texto novamente”, disse o senador Liu. Instagram, snapchat, fotografia, mensagens de texto … nada disso deve ser feito ao atravessar as ruas da cidade, embora isso aconteça em um ritmo alarmante, mesmo durante a hora do rush, segundo o parlamentar.

No caso, a medida se aplicaria a todos os dispositivos eletrônicos portáteis, incluindo smartphones, laptops e dispositivos de jogos. Somente será liberado o uso para chamadas para um médico ou 911. A proposta iria atingir os infratores da primeira viagem com uma multa de até US$ 150 por andar distraído. Caso pego novamente, as multas chegam a até US$ 250.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

 

Medidas semelhantes

 

No ano passado, Honolulu, no Havaí, tornou-se a primeira grande cidade a punir com multa os pedestres distraídos. Logo depois, a cidade de Montclair, na Califórnia. Os estados vizinhos de Connecticut e Nova Jersey também introduziram legislação para proibições em todo o estado que estão sendo analisadas.

Por outro lado, esforços semelhantes introduzidos em Arkansas, Illinois e Nevada falharam. O senador Liu espera que Nova York siga a liderança do Havaí e faça com que as pessoas prestem mais atenção ao atravessar a estrada.

 

(Com informações de The New York Times e USA Today)

Publicidade
Curso de inglês