Limitar a velocidade e permitir que as scooters andem na calçada são algumas das propostas que as autoridades do Condado de Arlington, na Virginia, debaterão no próximo mês. Os regulamentos propostos foram divulgados antes da reunião do conselho do condado, marcada para 16 de novembro.

As propostas chegam depois do que as autoridades estão chamando de um programa piloto de e-scooter de sucesso, que incluiu quase 500 mil viagens nos primeiros dez meses, e foi adotada como uma alternativa para melhorar a mobilidade.

“Nossa comunidade tem uma grande variedade de opiniões sobre e-scooters e e-bikes. Mas o projeto de demonstração mostrou claramente que esses dispositivos estão atendendo a uma necessidade e acrescentam outra opção de viagem mais segura e sustentável do que dirigir um carro”, avalia Christian Dorsey, presidente do conselho do Condado de Arlington.

A equipe do condado recomendará que o conselho adote novos regulamentos que permitam que os pilotos de scooter andem em qualquer calçada, exceto nas ruas com ciclovias protegidas. A ordenança proposta limitaria a velocidade das scooters a 24 quilômetros por hora na rua e a dez quilômetros por hora nas calçadas. As bicicletas elétricas seriam limitadas a 32 quilômetros por hora na rua e a dez quilômetros por hora nas calçadas.

Publicidade
Curso de inglês

As autoridades também considerarão exigir que 15% das bicicletas e scooters sem cais sejam disponibilizadas todas as manhãs fora dos corredores de Rosslyn-Ballton e Route 1 do condado. Fornecedores como Jump e Bird também seriam obrigados a oferecer descontos para residentes de baixa renda.

 

Programa piloto

 

O Condado de Arlington introduziu seu programa piloto de e-scooter em outubro de 2018 e o estendeu neste verão.  A equipe do condado encontrou 31% dos usuários de e-scooters relatando usar seus veículos pessoais com menos frequência e 38% relataram usar serviços de aplicativos como o Uber com menos frequência.

Cerca de um terço de todas as viagens foram relatadas substituindo diretamente possíveis viagens de automóvel. A proposta de portaria sem doca entraria em vigor em 1º de janeiro. O público é convidado a compartilhar ideias e preocupações na reunião de 16 de novembro.

 

(Com informações de Fox 5)

 

 

 

Publicidade
Curso de inglês