Os governadores Larry Hogan e Ralph Northam, de Maryland e Virgínia, respectivamente, anunciaram nesta terça-feira (12) uma parceria para expandir a American Legion Bridge, um dos piores gargalos do trânsito na região. O projeto visa reconstruir as oito pistas existentes e adicionar duas novas faixas expressas em cada direção, criando uma ponte de 12 faixas.

A ampliação visa facilitar o tráfego, trazer um ar mais limpo e melhor qualidade de vida, segundo Hogan. A ponte seria financiada por meio de uma parceria público-privada semelhante às outras vias de alta ocupação da Virgínia.

O secretário de Transportes de Maryland, Pete Rahn, disse que esperam inovar em 2022, mas o projeto deve passar por estudos ambientais e aprovação do Conselho de Obras Públicas de Maryland. Rahn afirmou que nenhuma casa em Maryland será afetada.

Publicidade

Hogan e Northam apelidaram o projeto de “Acordo de Cinturão” durante um anúncio surpresa feito no Fórum de Transporte da Região da Capital na manhã desta terça-feira. Maryland, que possui 79% da ponte, assumirá a liderança no projeto, enquanto a Virginia, que possui 21% da ponte, pagará metade.

Hogan e o secretário de Transportes da Virgínia, Shannon Valentine, elogiaram o projeto como um empreendimento “único em uma geração” para a região. Os governadores dizem que a expansão é projetada para reduzir pela metade o tempo de deslocamento para muitos viajantes, reduzir o congestionamento nas faixas regulares da ponte em um quarto e permitir 40% a mais de capacidade de faixa em relação à ponte antiga, de acordo com o plano. A ponte também incluirá ciclovias e áreas para pedestres pelo rio Potomac.

 

(Com informações de WAMU)

 

 

 

 

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes