Neymar é um velho conhecido da publicidade, estrelando diversas campanhas de peso com as maiorias marcas do mundo. Porém, o atleta de 27 anos está passando por um período de complicações em sua carreira, dentro e fora dos gramados, o que pode mudar o rumo de seus contratos publicitários.

A Nike, patrocinadora do jogador desde que ele tinha 13 anos, divulgou seu posicionamento a respeito do caso envolvendo o jogador e a modelo Najila Trindade. A marca disse estar acompanhando as acusações do crime de informática supostamente cometidos por ele.“Estamos profundamente preocupados com essas acusações e seguimos acompanhando de perto a situação”, disse a Nike em seu comunicado à imprensa.

O contrato atual de Neymar com a Nike, assinado em 2011, vai até 2022. A perda de patrocinadores é uma das maiores preocupações do estafe de Neymar. Quem também mostrou preocupação com o caso envolvendo o atleta foi a Mastercard, outra patrocinadora do jogador.“Nós estamos cientes e preocupados com as sérias alegações. Continuaremos acompanhando a situação”, afirmou a empresa.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

Já a RedBull, empresa de bebidas energéticas, informou que aguarda resolução do caso. “O Neymar Jr é um parceiro da Red Bull desde 2010. É de responsabilidade das autoridades públicas determinar os fatos reais por trás desta séria alegação”, afirmou a Red Bull, em nota enviada à reportagem.

Atualmente, Neymar possui 11 parceiros comerciais, segundo seu site oficial. São eles: Nike, Gillette, Red Bull, GaGà Milano, Beats, Replay, MasterCard, TCL, EA Sports, QNB e, mais recentemente, a plataforma de streaming DAZN. De acordo com a revista Forbes, o atleta do PSG faturou no período entre junho de 2017 e junho do ano passado US$ 17 milhões em patrocínios e outros US$ 73 milhões em salários. Isso fez dele o quinto atleta mais bem pago do esporte mundial.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes