Envolvido em um escândalo depois de ter sido acusado por estupro, Neymar recebeu mais um duro golpe na madrugada desta quinta-feira (6). Ele foi cortado da Seleção Brasileira e não disputará a Copa América, que inicia no próximo dia 14.

Conforme a CBF, ele foi desligado depois de exames apontarem rompimento no ligamento do tornozelo direito, sofrido no primeiro tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Catar nessa quarta-feira (5).

O atleta seguiu direto do estádio Mané Garrincha para um hospital em Brasília, onde recebeu a visita do presidente da república, Jair Bolsonaro. A CBF anunciou o corte às 2h10min da manhã, mas ainda não anunciou o substituto. Segundo a entidade, a comissão técnica ainda avalia quem irá chamar.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

A lesão encerra um período atribulado como nunca na carreira do atacante. Desde que se apresentou à Seleção, no dia 25 de maio, Neymar precisou lidar com uma série de problemas, desde o comunicado de Tite de que ele não seria mais capitão até o mais grave de todos eles, a acusação de estupro registrada numa delegacia em São Paulo, no último dia 31.

Tite tem até a noite do dia 13, véspera da estreia contra a Bolívia, para convocar um substituto. O procedimento exige que os exames sejam enviados à Conmebol para que a organizadora da Copa América possa validar a lesão e, só então, permitir a inscrição de um novo jogador.

 

(Com informações do G1)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes