A Seleção Brasileira tentou, tentou e tentou, mas o gol não saiu contra a Venezuela, pela segunda rodada da Copa América. O empate por 0 a 0 mantém o Brasil na primeira colocação do Grupo A, mas não era o que o grupo esperava para o jogo dessa terça-feira (18), na Fonte Nova, em Salvador.

Uma das opções utilizadas pelo técnico Tite durante o segundo tempo, o atacante Everton entrou bem, botando fogo na partida. Foi dele a jogada mais aguda da Seleção, que terminou no gol de Roberto Firmino. O lance, no entanto, foi considerado irregular pelo árbitro de vídeo, e o gol acabou anulado.

Em entrevista após a partida, o atacante do Grêmio lamentou que a Seleção não tenha marcado, mesmo depois de criar algumas oportunidades. “ Hoje eu pude contribuir ali, mas infelizmente o gol foi anulado. A Venezuela veio bem postada, bem fechada. No segundo tempo, conseguimos até furar (a defesa) e finalizar mais. O que faltou mesmo foi o gol. Aquelas chances que a gente criou, poderíamos ter transformado em gol”, destacou.

Publicidade
Curso de inglês

No sábado (22), o Brasil entra em campo contra o Peru na Arena Corinthians, em São Paulo, para disputar a classificação para a próxima fase da Copa América. Qualquer vitória garante a primeira posição do grupo à Seleção. Para o jogo, que está marcado para as 16 horas, Everton pediu cabeça erguida para evoluir.

“É um campeonato de tiro curto. Temos um jogo difícil pela frente, contra o Peru. Sabemos da qualidade dos nossos adversários, como ficou nítido com a Venezuela. Vamos procurar melhorar, porque será um jogo difícil”, concluiu o jogador.

 

(Com informações do Portal CBF)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes