É dia de Copa América. Nesta sexta-feira (14), a Seleção Brasileira estreia na competição contra a Bolívia, no Estádio do Morumbi, em São Paulo. A bola rola às 21h30min (horário de Brasília), em uma partida cheia de significados para o Brasil, que homenageará os campeões sul-americanos de 1919.

O disputado há cem anos marcou o início de uma era para o futebol brasileiro. Liderados pelo “Tigre” Arthur Friedenreich, os brasileiros levantaram a taça e, pela primeira vez, viram despertar o amor dos torcedores pelo esporte bretão.

Na época, a Seleção vestia uma camisa branca com detalhes em azul, semelhante à que será usada pela equipe nacional na estreia da Copa América. E as novidades não param por aí.

Para o duelo contra a Bolívia, o Brasil tem um desfalque confirmado. Ainda se recuperando de uma pancada sofrida no amistoso contra Honduras, o meia Arthur começará a partida no banco de reservas.

Publicidade
CCA idiomas

Durante entrevista coletiva nessa quinta-feira (13), o técnico Tite confirmou que o ataque será comandado por Roberto Firmino, e destacou a confiança com a qual o time entra na Copa América. “Temos consciência de que temos que construir etapas para o título. Para ganhar tem que jogar bola”, definiu.

O lateral Daniel Alves é o jogador mais experiente da Seleção Brasileira. Também por conta disso, herdou a faixa de capitão da equipe, e está pronto para assumir essa responsabilidade. “É um momento esperado por todos nós, todos esses dias trabalhando muito bem para esse momento. Estamos preparados para estrear, fazer uma grande apresentação e voltar a conectar com o nosso povo”, disse o jogador.

Além da Bolívia, o Brasil ainda enfrenta Venezuela e Peru nos dias 18 e 22 junho, em Salvador e São Paulo, respectivamente, na primeira fase. A Seleção está no Grupo A da competição.

 

(Com informações de Portal CBF)

Publicidade