Um pedaço da história viva – ou pelo menos da aviação de guerra – chega a Manassas, na Virgínia, neste fim de semana. Voos a bordo do antigo bombardeiro B-17 Aluminum Overcast serão oferecidos no Aeroporto Regional de Manassas até domingo (27).

Nessa quinta-feira (24), um grupo – incluindo aqueles que voaram no B-17 durante a Segunda Guerra Mundial – se reuniu para dar uma olhada no avião, reviver memórias e experimentar o voo vintage.

James Dieffendorfer, de Orlando, Flórida, no voou B-17 no Pacífico e voltou ao céu na quinta-feira no que chamou de “o maior bombardeiro já construído na época”. Mary Dominiak, coordenadora local da visita do B-17, fez uma palestra sobre a história do avião e do modelo Aluminium Overcast, comentando as reuniões entre amigos e compatriotas há décadas perdidos. “Há magia nesse avião”, afirma.

Houve também um problema mecânico na aeronave, já solucionado. Mas o primeiro dos três voos de quinta-feira acabou adiado por cerca de duas horas, o que proporcionou tempo para histórias dos veteranos, como George Anderson, de Long Island, que pilotava B-24 no Pacífico.

Ele estava na área para sua reunião de unidade e foi convidado para o aeroporto para ver o grande bombardeiro. Anderson contou sobre o pouso em uma ilha do Pacífico em uma noite chuvosa, cego pela chuva e pelas luzes, apenas para descobrir que havia escapado por pouco de atingir uma fileira de aviões estacionados.

Publicidade
Curso Design de Cobrancelhas

Anderson não conseguiu se levantar e andar durante o voo do B-17, mas sua filha, Gwenn Capodieci, contou depois: “Ele disse que as memórias estavam voltando à tona”. Após o pouso, Anderson foi direto para a frente do avião estacionado. “Ele precisava dizer ao piloto que aterrissagem incrível ele fez”, explicou a filha.

 

Voo

 

O avião passou pelas mãos de vários proprietários. Já foi vendido por US$ 750, menos do que o custo para enchê-lo de gasolina. Agora é operado pela Associação de Aeronaves Experimentais, um grupo de entusiastas de aeronaves com sede em Wisconsin dedicado à popularização do voo, inclusive para aqueles que não teriam a chance de experimentá-lo.

Os voos a bordo do B-17 serão oferecidos neste sábado (26) e domingo (27) pela manhã. Uma vez terminados os passeios, o público poderá percorrer o avião no chão e dar uma olhada no interior.

Os bilhetes para o voo custam mais de US$ 400, mesmo com um pequeno desconto para os membros da associação. Os ingressos para subir a bordo enquanto estiver no local custam US$ 20 para uma família de qualquer tamanho. Os ingressos podem ser comprados on-line e as reservas são aceitas pelo telefone (920) 371-2244.

 

(Com informações de WTop)

 

 

 

 

 

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes