Milhares de trabalhadores da Mack Truck entraram em greve nesse domingo (13) em fábricas em três estados, incluindo Maryland, a primeira paralisação em décadas. Os membros do sindicato United Automobile Workers, muitos vestindo camisetas vermelhas e carregando cartazes, começaram a fazer piquetes pela manhã na unidade de montagem de caminhões em Macungie, Pensilvânia.

Os trabalhadores também cruzaram os braços em Baltimore; Hagerstown; Middletown, Pensilvânia, e Jacksonville, Flórida, segundo o sindicato. Ao todo, a empresa disse que a greve envolve cerca de 3,5 mil funcionários.

“Um dos maiores problemas para nós é a segurança no emprego”, disse Walter Smith, presidente do local que representa os trabalhadores da Pensilvânia. “Estou há 42 anos na Mack Trucks, adoro trabalhar qui. Mas precisamos ter nossa segurança no emprego”, defendeu

Conforme a entidade sindical, muitas questões não foram resolvidas, incluindo salários, segurança no trabalho e benefícios de pensão e saúde. Oficiais do sindicato dizem que estarão disponíveis para reabrir as negociações em 21 de outubro, nove dias após o início do piquete.

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes

 

Comunicado

 

O presidente da Mack Trucks, Martin Weissburg, afirmou que está “surpreso e desapontado”, devido ao fato de o sindicato ter decidido sair “em vez de permitir que nossos funcionários continuem construindo caminhões e motores enquanto as partes continuam negociando”.

Weissburg alegou em comunicado que os dois lados estão progredindo e têm uma “relação de trabalho positiva”. Ele disse que a empresa não tem planos de fechar nenhuma fábrica nos EUA e, pelo contrário, investiu centenas de milhões de dólares nelas na última década.

A ação ocorre em meio a uma greve da United Automobile Workers contra a General Motors, que fechou as fábricas da GM nos EUA. As fábricas no Canadá e no México foram forçadas a fechar por falta de peças. Ambos os lados estão brigando por salários, segurança no emprego, investimentos em fábricas nos EUA e treinamento em tecnologia para trabalhadores.

 

(Com informações de Baltimore Sun)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes