Nem todo mundo que tentou a sorte na Mega da Virada ao longo dos sorteios anteriores e que faturou o prêmio resgatou o valor. Segundo a Caixa, responsável pelas loterias no Brasil, mais de R$ 99,3 milhões em prêmios deixaram de ser resgatados desde o primeiro sorteio do concurso especial, em 2009.

Depois da data em que é feito o sorteio, dia 31 de dezembro, os ganhadores têm até 90 dias para retirar o prêmio – seja quem acertou as seis dezenas, cinco dezenas e quatro dezenas.

É possível receber o prêmio em qualquer casa lotérica credenciada ou nas agências da Caixa. Caso o prêmio líquido seja superior a R$ 1.332,78 (bruto de R$ 1.903,98), o pagamento pode ser realizado somente nas agências da Caixa. Valores iguais ou acima de R$ 10 mil são pagos após dois dias da apresentação na agência da Caixa.

Edição 2019

Neste ano, as apostas começaram no dia 11 de novembro, mas desde o último domingo (22) os jogos passaram a ser exclusivos para o concurso 2.220, da Mega da Virada.

Como ocorre em todos os concursos especiais, o prêmio não acumula. Caso ninguém acerte os seis números sorteados, o prêmio será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante. Em 2018, o valor estimado era de R$ 200 milhões, mas no dia do sorteio chegou a R$ 302,5 milhões e 52 apostas dividiram a bolada.

Publicidade

As apostas para a Mega da Virada custam o mesmo valor da Mega-Sena regular, R$ 4,50, e podem ser feitas com os volantes específicos do concurso especial.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

(Com informações do G1)

Publicidade
Curso de Inglês Marcondes